Primeiro programa em VisuAlg – Variáveis.

VisuAlg é um interpretador de Algorítimos, uma ferramenta que propõe facilitar o aprendizado de lógica de programação, seu uso é bem simples mas deve seguir os padrões de desenvolvimento de algoritmos.

Material do curso: clique aqui.

Veja um exemplo de um programa criado usando VisuAlg;

 

Algoritmo "Olá Mundo"
Var
    // Seção de Declarações das variáveis 
    idade: inteiro

Inicio
    // Seção de Comandos, procedimento, funções, operadores, etc... 
    escreval("Olá mundo!")
    escreval("Eu sou o Anderson")
    idade <- 34
    escreval("Eu tenho ", idade," anos")
Fimalgoritmo


Para executar o programa, clique em Run (Executar)

A saída será esta:

 

 

Variáveis no VisuAlg

Na computação, variáveis são espaços reservados na memória do computador aonde podemos armazenar valores.

No exemplo acima foi criada a variável idade do tipo inteiro cujo o nome é idade, isso significa que na memória do computador existe um espaço chamado idade no qual podemos atribuir um valor inteiro para este espaço.

No VisuAlg as variáveis podem ser tipo INTEIRO, REAL, LITERAL e LÓGICO, onde;

INTEIROUtilizado para definir números inteiros, ou seja, que não possuem pontos.
REALUtilizado para definir números fracionados, ou seja, possuem pontos, exemplo 35.50
CARACTEREUtilizado para definir textos.
LÓGICOUtilizado para definir os valores de FALSO ou VERDADEIRO

Conforme visto no exemplo, as variáveis devem ser criadas dentro do bloco Var

 

Outro exemplo com variáveis

Neste outro exemplo vamos acrescentar mais uma variável com o nome de profissao e do tipo  caractere.

Algoritmo "Olá Mundo"
Var
// Seção de Declarações das variáveis 
   idade: real
   profissao: caractere

Inicio
// Seção de Comandos, procedimento, funções, operadores, etc... 
   escreval("Olá mundo!")
   escreval("Eu sou o Anderson")
   idade <- 34.4
   escreval("Eu tenho ", idade," anos")
   profissao <- "Professor"
   escreval("trabalho como ", profissao)
Fimalgoritmo

Perceba que neste exemplo outra variável foi criada, a variável profissão e a variável idade foi alterada de inteiro para real

Ambas as variáveis idade e profissão, recebem valores a partir do comando “receba” que é representado pela notação <-

Então, concluímos que toda vez que precisamos dar valores para as variáveis devemos usar a notação receba <-

O resultado será este:

Interação com o usuário com a função leia();

Suponhamos agora que o usuário é quem deve digitar o seu próprio nome e sua própria idade, neste caso não iremos usar mais a notação receba e sim, iremos usar a função leia() que irá ler o que foi digitado no teclado pelo usuário, veja um exemplo.

Algoritmo "Olá Mundo"
Var
// Seção de Declarações das variáveis 
  nome: caractere
  idade: real
  profissao: caractere

Inicio
// Seção de Comandos, procedimento, funções, operadores, etc... 
  escreval("Olá mundo!")
  escreval("Digite seu nome")
  leia(nome)
  escreval("Digite sua idade")
  leia(idade)
  escreval("Digite sua profissao")
  leia(profissao)

  escreval("Olá ", nome, " seja bem-vindo ao curso Técnico em Informática")
  escreval("Você é ", profissao, " e tem ", idade, " anos")

Fimalgoritmo

 

O resultado será este: (clique na imagem para executar a animação)

Deixe seu comentário