A história da Internet

Quando pensamos na Internet dos dias de hoje, é difícil imaginar como ela era anos atrás. A história da internet começa no ambiente da Guerra Fria (1945-1991) onde as duas super potências envolvidas, Estados Unidos e União Soviética, estavam divididos nos blocos socialista e capitalista e disputavam poderes e hegemonias.

Com o intuito de facilitar a troca de informações, porque temiam ataques dos soviéticos, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos (ARPA – Advanced Research Projects Agency) criou um sistema de compartilhamento de informações entre pessoas distantes geograficamente, a fim de facilitar as estratégias de guerra.

Nesse momento, surge o protótipo da primeira rede de internet, a Arpanet (Advanced Research Projects Agency Network) e em 1969 foi estabelecida a primeira conexão entre a Universidade da Califórnia e o Instituto de Pesquisa de Stanford. Foi um momento histórico, uma vez que o primeiro e-mail foi enviado.

A criação do www

Já na década de 90, o cientista, físico e professor britânico Tim Berners-Lee desenvolveu um navegador ou browser, a World Wide Web (www), a Rede Mundial de Computadores – Internet. A partir disso, a década de 90 ficou conhecida como o “boom da internet”, pois foi quando ela se popularizou pelo mundo, com o surgimento de novos browsers ou navegadores — Internet Explorer, Netscape, Mozilla Firefox, Google Chrome, Opera, Lynx — e o aumento do número de usuários, navegadores da internet.

Diante disso, ocorre uma grande proliferação de sites, chats, redes sociais — orkut, facebook, msn, twitter —, tornando a internet a rede ou teia global de computadores conectados.

Hoje em dia, a Internet é utilizada mundialmente como ferramenta de trabalho, diversão, comunicação, educação, informação. Por isso, é comum ouvir: “eu não vivo sem internet”.

Assista os vídeos a seguir, que resume com detalhes a história da Internet

Conheça também a história da Internet no Brasil

 

O que é HTML?

O HTML atualmente está na versão 5. Podemos entender hipertexto como um conjunto de textos e outras mídias digitais que podem ser publicadas na internet e que podem ser acessadas através do protocolo HTTP ou HTTPS.

Mídias digitais podem ser Streaming (áudio e vídeo), textos, imagens e animações, bem como, também outros recursos interativos onde o internauta se interage com a mídia, como por exemplo, um game que você executa diretamente em seu navegador.

 

Material do Professor

Para criarmos uma página de internet precisamos apenas de um editor de textos e nada mais, o simples e humilde Bloco de Notas seria suficiente para nossas primeiras aulas, no entanto, precisamos também pensar em produtividade e devemos usar ferramentas mais apropriadas para desenvolvermos nossas páginas.

Nas aulas iremos utilizar o editor de código chamado Visual Code criado pela Microsoft e que pode ser baixado gratuitamente em – https://code.visualstudio.com/download.

Como apostila, eu uso o material da w3schools.com, site consagrado e conhecido mundialmente pelos seus materiais 100% gratuitos e cheios de exemplos.

Como apostila complementar, vamos usar a apostila oficial da W3C, órgão internacional que padroniza e regulamento o uso correto do HTML em todo o mundo, a apostila está disponível gratuitamente no seguinte endereço https://www.w3c.br/pub/Cursos/CursoHTML5/html5-web.pdf Salve uma cópia desta apostila em seu celular e pendrive para consultas futuras.

 

Estrutura de um documento HTML

Páginas HTML são formadas por tags (marcadores ou etiquetas). E é partindo deste conceito que HTML significa Hipertext Markup Language ou Linguagem de marcação de texto.

As tags no HTML são representadas pelos sinais de maior e menor, <> e iremos aprender várias tags no decorrer do curso. Cada tag possui uma função. Em conjunto de tags formam um documento HTML, este documento pode ser interpretados por um navegador (browser) como o Chrome, Firefox, Opera, Internet Explorer, Safari, Edge, entre outros.

Para escrever documentos HTML não é necessário mais do que um editor de texto simples e conhecimento dos códigos que compõem a linguagem. Os marcadores (tags) servem para indicar a função de cada elemento da página Web.

As tags funcionam como comandos de formatação de textos, formulários, links (ligações), imagens, tabelas, entre outros e para iniciarmos a criação de uma página da web devemos utilizar a seguinte estrutura básica de código que define um documento HTML.

<!DOCTYPE HTML>

<html lang="pt-br">
 <head>
   <meta charset="UTF-8">
   <title>Minha Primeira Página da Web</title>
 </head>

 <body>
   Olá Mundo!
 </body>

</html>

Nos laboratórios iremos aprender como utilizar o código HTML mostrado acima no editor Visual Code.